Arquivo | Papo Sério RSS feed for this section

OI, QUANTO TEMPO NÃO É?

16 jul

E vocês nem sabem o que eu andei fazendo nessas ultimas duas semanas…

Vou contar: Eu estava abrindo meus olhos.

É eu quaaaaase cai nessa historinha das blogueiras de “tem que ter”.

Antes de começar quero deixar bem claro que eu jamais fiz post “publi”, a não ser do meu próprio trabalho.

Fui ingênua, até burra em acreditar que um dia meu blog seria um dos mais acessados da internet. O pior foi “por que” de ter acreditado.

Eu estava iludida com o glamour e a ryqueza dos blogs de moda e maquiagem, e olhem só: nunca tinha passado pela minha cabeça que uma blogueira poderia ser tão anti-ética!

Depois de descobrir o Shame on you, blogueira! descobri mais um zilhão de posts artigos que me permitiram voltar ao mundo real.

Não desacreditei meu trabalho, longe disso, muito menos do blog, mas sim das pessoas.

Todas aquelas lindas e ricas que sentam na primeira fila dos desfiles, tomando o lugar dos repórteres, que esses sim merecem e muito estar lá, não passam de uma bela farsa. Gente que vende a própria opinião se desvia de seus valores, se é que teve algum dia.

Prefiro ficar com as minhas 50 visitas diárias a ganhar uma make que não gosto e não vou usar e vir aqui e dizer pra vocês que é a melhor coisa do mundo e que eu não vivo sem!

Beijos.

Educação- parte 2

30 maio

O que você acha do transito na sua cidade?  É, eu também acho péssimo. A sinalização é ruim, buracos no asfalto, faltam ciclovias e faixas de pedestres, as vias não comportam mais a demanda, e nós pagamos caro por isso! Realmente, nossos governantes não fazem a parte deles. Mas e você, faz a sua?

Somente no trecho daqui perto do meu trabalho, acontece no mínimo 1 pequeno acidente por semana! A rua é sim mal sinalizada, super movimentada, mas esse é mais um motivo para se prestar mais atenção ainda na forma que você dirige. A falta de educação e cordialidade no transito me deixam indignada! Se eu já fico nervosa sendo carona, imagine como motorista.

Aqui em Joinville, parece que os motoristas se acham os donos da rua. Procuram sarna para se coçar mesmo. Ninguém da a vez em cruzamentos, não param nas faixas, onde pedestre tem a preferencia (e olha que isso é lei), nem mesmo em sinais fechados, não respeitam as leis e a sinalização.

Nos jornais, vejo reportagens sobre a falta de ciclovias ou ciclo faixas, mas aqui mesmo na rua, a ciclovia percorre quase toda a extensão e os mesmo ciclistas que reclamam da falta dela, não a usam quando podem! Tem gente que não atravessa a rua na faixa de segurança, mesmo que ela esteja a 5m de distância!

São coisas que podem parecer banais, pequenas e até normais para você, mas isso pode custar uma vida.

Outro dia, eu estava andando na calçada próxima a um ponto de ônibus. Uma Menina, que devia ter acabado de tirar a carteira quase subiu na calçada e atropelou um rapaz que estava no ponto, E A DESGRAÇA ESTAVA ESCREVENDO MENSAGEM NO CELULAR!  Continuou como se nada tivesse acontecido.

Ano passado perdi minha prima Fernanda, de 29 anos, que caminhava na calçada e foi atropelada por um maluco burguês que estava a mais de 100Km/h  em uma via onde a máxima permitida era de 60Km/h. A gente sente uma sensação de impotência, de injustiça…

O governo deveria incluir mais uma prova na hora de aprovar uma CNH. Uma prova de bom senso, de educação, mas da que a gente recebe em casa mesmo. Carros, motos, ônibus e caminhões são armas letais nas mãos de quem não sabe usa-los devidamente.

Eu não tenho carteira, e não pretendo tira-la tão cedo, entre outros motivos, pela falta de educação dos motoristas e usuários do transito.  Se você dirige, POR FAVOR seja consciente! E se não dirige, seja consciente também. Estando na via publica, você já esta fazendo parte do trânsito.

Educação – parte 1

23 maio

Hoje vou deixar o post sobre red carpet de lado. Talvez até possa posta-lo mais tarde, mas antes eu tenho uma coisa importante para desabafar.

FALTA DE EDUCAÇÃO EM JOINVILLE É MATO!

E vai ser enquanto os joinvillensses acharem que vivem em uma cidade pequena, ruim, e que gira, ou que ele tem que fazer girar a qualquer custo, em torno do próprio umbigo.

De manhã, ao pegar o ônibus no terminal central, um lugar mal estruturado para sua serventia e giro de pessoas, que por si só já me deixa puta da vida, tive que segurar o braço de um rapaz, para que ele pudesse esperar todos os passageiros desembarcarem, para só então, nos embarcarmos. Eu não conheço, e não sei por que ele estava com tanta pressa, mas sabendo que o ônibus tem hora marcada para sair, só posso supor que ele morreria se não arranjasse um lugar para se sentar. Bom, entrei no ônibus, e para minha surpresa, havia lugares sobrando. Até que foi bom dessa vez, ninguém me empurrou ou me puxou do lugar onde eu me acomodei para rouba-lo.

Sim minha gente, já fui tirada a força, puxada e empurrada para o lado para que um “senhor” de 30 e poucos anos roubasse meu lugar, enquanto havia uns 40 lugares vagos no ônibus.

Outra vez, uma moça, que deve ter tido uma noite de cão, resolveu se acomodar no “quadrado da catraca” mesmo havendo bancos vagos, eu entrei no ônibus e fiquei espremida na porta por que até então, me parecia que ninguém tinha pedido “com licença” a ela. Educadamente, eu disse “Moça, por favor, pode sair de frente da roleta para que possamos passar?” Ela entrou na defensiva, e como com certeza sua noite não tinha sido das melhores (é a única razão que eu vejo para uma pessoa estar com tanto mau humor pela manha) ela disse com tom de” vou começar um barraco agora!”

-Por acaso vc vai descer em algum ponto?

– Não, vou descer no terminal. Eu respondi

– Então espere ai, você é cega? Não vê que não tem como passar?

Por educação eu não respondi. A senhora que estava no lado de cá da catraca já foi empurrando a moça, merecidamente, até que a mal humorada percebeu que estava errada, e resolveu dar passagem.

Posso até atribuir esses fatos ao péssimo sistema de transporte coletivo da cidade.

MAS NÓS NÃO PRECISAMOS PIORA-LO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Então quando você for usar o transporte publico, use a boa educação que eu sei que sua mãe e seu pai te deram!

Antes de embarcar dentro dos terminais, aguarde que todos os passageiros que chegaram no ônibus, desembarquem.

Ao embarcar na via, entre no ônibus, passe pela roleta e vá até o fundo do ônibus. Peça licença para quem estiver no meio do caminho. Não fique no meio obstruindo a passagem e impedindo que mais passageiros possam entrar.

Todos os bancos, sem exceção, são preferenciais a idosos, gestantes, pessoas com crianças de colo, e PELO AMOR DE DEUS, NÃO FINJA QUE NÃO VIU!

Você não vai morrer se não conseguir um lugar para sentar. Eu também trabalho o dia todo, também fico cansada no final do dia. Então não empurre quem esta do seu lado.

Com toda a confusão que acontece na hora do embarque, eu prefiro esperar e ser a ultima a subir para o ônibus, só para ter a “regalia” de não ser empurrada por ninguém. Sim, porque eu acho que não ser empurrada é bem melhor do que ser empurrada, ou empurrar alguém, e sentar.

Eu até poderia continuar, reclamar das pessoas que “precisam” sentar, mesmo sabendo que irão saltar no primeiro ponto, motoristas que não respeitam os passageiros…

Mas sabe como é né, texto longo de mais, os mal educados não leem, e não é isso que eu quero.

Os blogs e o consumismo

29 mar

Hoje vim falar sobre uma coisa séria. O consumismo, que pode até virar uma doença, e os blogs, que nós adoramos, e a influencia consumista que estão virando.

E não venha me dizer que não é assim, por que é.

Você pode até não perceber, mas posts do tipo “COMPRINHAS”, “TESTEI”, e “RESENHA DE TAL PRODUTO” são grandes propagandas. E é muito natural que nos tenhamos sim, muita vontade de sair comprando tudo… Mas ultimamente, eu tenho ficado muito triste com isso.

Alguns dos blogs que eu mais gostava de visitar estão tirando o espaço de tutoriais e dicas de maquiagem para fazer resenha de produtos que as blogueiras ganham, ou compram… Um valor bem barato, se comparado à quantidade de leitoras que elas tem.

Não estou dizendo que os blogs estão perdendo a qualidade, nem para vocês pararem de ler, muito longe disso. Eu quero mesmo é que vocês tenham a consciência do “mal” que o consumismo pode fazer para vocês, e como os blogs tem essa influencia, mesmo sem a intenção.

Eu mesma, aqui no blog faço resenha, falo de produtos, cito os valores… Isso é inevitável em um blog de maquiagem. O que está me assustando é o exagero com que isto anda acontecendo, e o sentimento de “eu preciso ter”, que eu confesso, provoca em mim. Felizmente, eu nunca fui consumista, compro bem pouca coisa mesmo… Mas eu me controlo muito, pois a vontade é grande!

Essa é a mensagem que eu quero deixar para vocês. Autocontrole na hora de comprar. Não tentem ter tudo, porque isso é impossível. Queiram só o essencial. E ao invés de ler as resenhas vendo como “um produto novo que eu preciso ter a qualquer custo” veja como “muito legal, mas será que eu vou usar mesmo?” ou então veja do meu jeito, e é por esse motivo que eu faço minhas resenhas, e eu acredito que seja por isso também que a maioria das blogueiras fazem. É nosso trabalho, você decide se precisa ou não. Além disso, cada produto funciona melhor em certo tipo de pele, quem lida com todos os tipos de pele, precisa ter uma variedade de produtos para que o resultado do trabalho seja o melhor possível!

O outro lado:

É claro que eu também gostaria muito de ganhar vários produtos, fazer parcerias com grandes lojas virtuais… E até quem sabe, o blog poderia se tornar uma fonte de renda para mim, como é para muitas blogueiras. Se tornar efetivamente parte do meu trabalho. Afinal é o que eu amo fazer…

Noticias legais de semana passada.

12 mar

Duas coisas que me chamaram muito atenção.

Os golfinhos salvos em Arraial do Cabo!

O protesto dos ciclistas pelo mundo.

 

Vamos ser bem sinceras! Os grandes culpados pelo caos no transito são os motoristas!

Não adianta culpar o governo ou o o motorista do lado… Olhe primeiro para você!

%d blogueiros gostam disto: